Portal Vida Pet - Página principal

Pet com ciúmes do dono

Seu Pet em casa e família nova. Casei! E agora?

Encontrei o amor da minha vida, mas para me casar meu pet também vai junto.

Essa é uma realidade da nova forma que a sociedade expõe. Agora o pet tem sido contado como integrante da família.

É claro que se o IBGE já passa os dados que existem mais cachorros do que crianças no Brasil. É óbvio que casar faz com que o pet dos noivos participe do casamento.

Sim estes amorosos animais de estimação são agora parte da família e faz parte de todo processo de convivência nos lares.

De fato, algumas pessoas ao se casarem não preparam o cachorro para dividir a atenção com a composição da nova família.

E acontece o pior, em contrapartida o cão pode desenvolver ciúmes, dificuldade de convívio, demarcar o território com xixi em locais inadequados, se tornar destrutivo ou ainda se mutilar (se lambe ou se morde).

Por isso que casar é muito bom, mas precisa preparar o cachorro também para este evento, para esta mudança.

Eu atendi alguns casos em que os casais não esperavam esta reação do cachorro, pois os casais já namoravam ou eram noivos há muito tempo e nunca pensaram que o cão poderia ter o emocional alterado após a integração de mais uma pessoa dividindo a atenção que era exclusiva.

Felizmente o Adestramento de Reconfiguração trabalha certamente estes problemas que um cachorro pode desenvolver em qualquer idade.

Sim! Certamente Reconfigurar o emocional do cachorro pode ser a solução e melhor ainda a prevenção de problemas.

Siga algumas dicas:


1) O casal deve estar em momentos diferentes de convívio com o pet, mas sem deixar o pet ser o centro das atenções.

2) Todavia, ensinar comando básico para mostrar que existe uma hierarquia na casa é perfeito. Dessa forma, faz com que o pet entenda que não será desamparado.

3) Alimente em horários específicos. Isso gera tranquilidade para o pet.

4) Não deixe o pet dormir em cima da cama, pois depois ela será ocupada pela pessoa amada e levará o pet a disputar território levando ao cume de fazer xixi em cima da cama.

5) Não tire a autoridade de outra pessoa na frente do pet, ou seja, se mandar o pet descer do sofá, tem que descer do sofá. É que nem criança, visto que os pais não podem se desautorizar na frente dos filhos.

Muitos casamentos, sobretudo, entram em conflitos por causa do amor ao pet e colocando prioridade ao pet. Aliás, este tipo de amor pode levar o pet a ter sérios problemas de comportamento.

Preste atenção! O pet ainda é reflexo do dono!

Enfim, desejo que tenha um casamento feliz e deixe seu pet feliz e tranquilo.

Um abraço e Deus te abençoe.

Deixe seu comentário

Gato pode beber leite? Entenda tudo sobre o assunto
Cachorro pode comer banana? Benefício ou prejuízo?
PugNickBH - Encontro de cães da raça Pug
Periquitos-australianos: Marcelo Pereira e seu criadouro
Cachorro com medo de barulho: saiba como agir
Cachorro vira-lata: vantagens de ter um cão sem raça definida
Fun Pet – Centro de Exposição Pet de Jundiaí
Como proteger o cachorro do frio: 5 dicas importantes
Cachorro pode comer peixe?
Cama para cachorro: qual é a importância?
Participe da Rede Social Pet
Compartilhe informações e serviços