Portal Vida Pet - Página principal

Achei um gato, e agora!?

É bem comum, no entanto, estarmos passeando pela rua e ouvirmos um miado estridente e abafado vindo dos cantos de terrenos baldios ou mesmo de sacolas plástica nos lixos depositados na via pública.

Achei um gato! O que fazer nesse momento?


De fato, achei um gato, quais opções tenho?

Apenas duas opções são possíveis.

1º Opção:


Deixar pra lá, fazer de conta que nada está acontecendo, e jogar a responsabilidade daquela vida que está pedindo socorro, por conta de outra pessoa ou do destino.

Se acaso esta for sua opção, sugiro que pare de ler esse artigo, saia do Portal e vá fazer outra coisa.

2º Opção:


Essa da mais trabalho, assim como tudo na vida que é trabalhoso proporciona recompensas imateriais bastante significativas. Aliás, deixa de lero lero que o bicho está miando.

Aproxime-se do miado, só que devagar. Certamente o filhote está assustado e não precisa de mais estresse na vida.

Contudo, se ele estiver dentro de sacola plástica, abra com cuidado. Filhotes não tem senso de direção apurado e na maioria das vezes nunca sairiam do ninho, então, dificilmente ele sairá em disparada à sua aproximação. Então, ele vai usar das unhas para se defender e se fixar em alguma superfície, seu braço, por exemplo!

Observe as condições do felino, por exemplo, se está sujo ou com restos de comida ao redor. Limpe-o da melhor maneira viável no momento, logo que for possível, banhe-o com água morna e shampoo apropriado para gatos. Seque-o com toalha macia e use um secador de cabelo na posição “frio” para ajudar na secagem.

Observe os olhos


Se estiverem sujos, assim que puder lave com soro fisiológico gelado ou água boricada gelada, ou até mesmo, água gelada.

Por certo, não force a abertura dos olhos, se o animal contar com menos de 15 dias de idade, os olhos ainda não estarão formados.

Se houver secreção purulenta, leve ao Veterinário para que a medicação adequada seja prescrita.

Alimentação


A alimentação do filhote de gato é bem simples: com menos de 15 dias de idade (ou enquanto não abrir os olhos), deve ser dado leite em uma mamadeira pequena, em algumas casas de ração, assim como em pet shop vendem mamadeira adequada para filhotes de animais.

Exitem no mercado algumas opções de leite em pó para cães e gatos, e na internet conseguimos receitas de sucedâneos (esse é o nome do leite substituto) para cada espécie.

Depois que abrirem os olhos, a ração pode ser introduzida aos poucos. De preferência para ração em que o grão seja pequeno.

Evite umedecer a ração, se mesmo pequeno o grão for de difícil ingestão, quebre-o e ofereça ao gato.

O fornecimento contínuo de leite não é ruim, mas com o tempo quente a fermentação do leite ocorre com muita rapidez e a sua ingestão pode ocasionar problemas gastrointestinais.

Água


Mantenha água fresca em vários locais da casa. Gatos precisam de ingerir muita água e eles são muito exigentes nesse quesito: não gostam de água parada, nem de água que outro animal já tenha bebido.

Assim, é bem frequente gatos pedirem para abrirmos a torneira para que ele beba.

Temos várias soluções para esse caso, pois, em pet shops existem fontes que provocam a circulação da água mantendo-a fresca.

Outra alternativa é utilizar vasilhames de barro ou de rocha, assim, a água se mantém fresca por muito tempo.

Pode também comprar esses gelos recicláveis coloridos em casas de festa e colocar na vasilha, uma vez que o colorido estimula o gato a lamber e o frescor a ingerir.

Sobretudo, gatos que bebem pouca água apresentam sérios problemas renais e formação de pedras tanto nos rins quanto na bexiga.

Local para as necessidades


Antes de tudo, uma caixa de areia é a opção para as fezes e urina dos gatos.

E a melhor parte é que não precisam de adestramento para isso, uma única vez que você o leve até a caixa, ele já aprende e passa a utilizá-la rotineiramente.

A limpeza da caixa deve ser diária, pois os dejetos felinos têm um cheiro muito forte e sem falar que se a caixa ficar muito suja o gato começa a fazer suas necessidades em qualquer lugar da casa.

Atenção! De fato, quando o gato defeca ou urina no centro da sua cama é um sinal claro e inequívoco de insatisfação dele com você.

Nesse momento, certamente deve rolar uma DR!

Vermicida


Sempre recomendamos uma dose de vermicida aos 30 dias de idade, repetindo a dose com 15 dias, mas sempre que for visto vermes nas fezes uma nova dose deve ser aplicada.

Vacinação


Todavia, aos 45 dias a primeira dose da vacina múltipla.

Conclusão


Então, quando você disse “Achei um gato!”, certamente a segunda opção é bem mais trabalhosa, contudo, o retorno imaterial dessa relação será duradouro: uma amizade pura, sem vícios e dependências!

Enfim, escolha um nome maneiro (mesmo sabendo que só vai atender o psi psi psi!), e viva intensamente essa miau-zade.

Um abraço de tamanduá e até a próxima!

Deixe seu comentário

Gato pode beber leite? Entenda tudo sobre o assunto
Cachorro pode comer banana? Benefício ou prejuízo?
PugNickBH - Encontro de cães da raça Pug
Periquitos-australianos: Marcelo Pereira e seu criadouro
Cachorro com medo de barulho: saiba como agir
Cachorro vira-lata: vantagens de ter um cão sem raça definida
Fun Pet – Centro de Exposição Pet de Jundiaí
Como proteger o cachorro do frio: 5 dicas importantes
Cachorro pode comer peixe?
Cama para cachorro: qual é a importância?
Participe da Rede Social Pet
Compartilhe informações e serviços