Portal Vida Pet - Página principal

Cachorro pode comer carne crua? Descubra tudo sobre o assunto

Saber se o cachorro pode comer carne crua, certamente é uma dúvida constante entre muitos tutores.

Seja como for, a ração para cachorro nem sempre existiu e a industrialização de comida para cães iniciou em 1860.

Assim, como era possível sua sobrevivência e a garantia de uma alimentação adequada?

A grande aposta foi nas receitas naturais, por isso o sucesso da dieta BARF para cães, conhecida em português como ACBA (Alimentação Crua Biologicamente Adequada).

Leia também o artigo sobre alimentos saudáveis para cachorro.

Com a finalidade de esclarecer todas as dúvidas se o cachorro pode comer carne crua, acompanhe este artigo.

Diferença entre a dieta BARF e a dieta seca


A dieta BARF compreende em uma alimentação com produtos frescos, ou seja, a maioria crus, inclusive vegetais e legumes.

Como resultado, o cão não ingere alimentos processados com seus aditivos químicos e conservantes. Mesmo desenvolvidos especialmente para ele, não beneficiam sua saúde.

Alguns benefícios da dieta BARF:

- Prevenção do mau hálito;
- Pele saudável e pelo mais brilhante;
- Fortalecimento do sistema imunológico;
- Dentes mais limpos, evitando assim a formação do tártaro;
- Mais saborosa;
- Energia melhorada;
- Menor volume das fezes, decorrente do melhor aproveitamento pelo organismo.

Então o cachorro pode comer carne crua?


Sim, na dieta BARF a carne crua é seu principal elemento, assim como, vegetais crus.
Ainda assim, alguns não acreditam que a carne crua faz bem para os cães.

Benefícios da carne crua


A vantagem maior de oferecer carne sem cozimento ao cachorro, portanto, se deve pelo fato de ser natural. Pois, todo o alimento que foge da industrialização resulta em mais benefícios.

Certamente o animal terá uma pelagem mais brilhante, pele saudável, dentes limpos, o hálito e o odor do corpo melhorarão, os níveis de energia serão elevados e o tamanho das fezes diminuirá consideravelmente.

Cuidados ao montar uma dieta crua saudável


Acima de tudo, conhecer a procedência do alimento é a parte mais importante do processo ao montar uma dieta saudável.

Dessa maneira, seja a carne, a verdura, as frutas ou os legumes, devem ser comprados em locais de confiança.

Assim, no preparo de alimentos vindos da terra, devem ser bem lavados e retiradas as partes estragadas.

Uma vez que haja possibilidade, escolha alimentos orgânicos.

No entanto, na compra da carne fique atento ao cheiro, a cor, a data de validade ou se apresenta algum tipo de mancha.

Nunca ofereça ao seu cachorro algum tipo de alimento que você mesmo não comeria, isso vai colaborar para um bom critério para a qualidade.

Contudo, a alimentação no comedouro não deve ultrapassar vinte minutos, pois existe o risco de estragar e atrair insetos.

Qual carne oferecer ao cachorro?


Nesse sentido a carne bovina, suína, caprina, ovina, aves e peixes fazem parte do conjunto de carnes que podem compor a alimentação do cão.

No entanto, os peixes precisam de uma atenção especial, pois os espinhos podem ferir o animal.

Visita ao veterinário


Antes de iniciar uma alimentação natural para seu cão, uma consulta veterinária faz-se essencial para que receba as devidas orientações.

Enfim, cachorro pode comer carne crua, e uma alimentação natural apenas beneficiará seu animalzinho.

Deixe seu comentário

Gato pode beber leite? Entenda tudo sobre o assunto
Cachorro pode comer banana? Benefício ou prejuízo?
PugNickBH - Encontro de cães da raça Pug
Periquitos-australianos: Marcelo Pereira e seu criadouro
Cachorro com medo de barulho: saiba como agir
Cachorro vira-lata: vantagens de ter um cão sem raça definida
Fun Pet – Centro de Exposição Pet de Jundiaí
Como proteger o cachorro do frio: 5 dicas importantes
Cachorro pode comer peixe?
Cama para cachorro: qual é a importância?
Participe da Rede Social Pet
Compartilhe informações e serviços